Bebê morre e mãe tem órgão perfurado durante cesariana

A família de uma mulher que teve um órgão perfurado durante uma cirurgia de parto cesariano no Hospital Municipal de Vila Rica registrou um boletim de ocorrência de preservação de direitos por suposta negligência médica.

A redação do O.A procurou a família, a qual relatou que a mulher que estava grávida de 9 meses e 9 dias deu entrada no pronto atendimento no dia 29 de junho, contudo, a equipe que a avaliou afirmou que ela poderia voltar para casa. Horas depois, a jovem continuou com mau estar e foi levada pelo marido novamente ao Hospital Municipal, oportunidade na qual os profissionais perceberam que ela não poderia ter parto normal.

Durante o atendimento, a mulher teve uma parada cardiorrespiratória. Foi realizada a reanimação e, após isso, a cesariana foi realizada. Durante a cirurgia, a mãe supostamente teve a bexiga lacerada em quatro lugares. Ela teve grave hemorragia e precisou ser transferida para a unidade hospitalar de Confresa, onde permanece internada.

O bebê não conseguia respirar sozinho e teve de ficar internado, e após três dias morreu.

A família registrou um boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia Judiciária Civil de Vila Rica.

Procurada pela reportagem, a Secretária de Saúde de Vila Rica preferiu não se manifestar sobre o caso.

Fonte: www.nortaonoticias.com.br

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionadas