Dois homens são presos por estupro de vulnerável

Dois homens apontados como autores de crime de estupro de vulnerável tiveram mandados de prisão cumpridos pela Polícia Civil, nos últimos cinco dias, em ações realizadas pela equipe da Delegacia de Barra do Bugres (168 km a Médio-Norte de Cuiabá).

Um dos suspeitos, que estava com mandado de prisão preventiva decretada pela Justiça, pelo estrupo de uma vítima de 12 anos, teve a ordem judicial cumprida nesta terça-feira (5). A equipe policial da Delegacia de Barra do Bugres, imediatamente após tomar ciência do mandado, iniciou diligências investigativas que resultaram na localização e captura do suspeito.

Após ter a ordem de prisão cumprida, ele foi encaminhado à Delegacia de Barra do Bugres para as providências cabíveis e posteriormente conduzido a uma Cadeia Pública, onde aguardará os trâmites legais.

Em outra ação realizada na semana passada, no dia 1º de março, a equipe de investigação da Delegacia de Barra do Bugres deu cumprimento a ordem de prisão contra um homem condenado pelo crime de estupro de vulnerável.

Após dois dias de diligências noturnas e diurnas, os investigadores localizaram o foragido da comarca, que estava se escondendo na zona rural de Porto Estrela. Durante a prisão, o condenado tentou empreender fuga pelo pasto, mas foi capturado pelos investigadores que se posicionaram taticamente no local. Além da fuga, o suspeito tentou atribuir falsa identidade a si próprio para evitar a prisão.

Para o delegado de Barra do Bugres, Fernando Filiu Albuquerque, as ações demonstram o compromisso da Polícia Civil de Mato Grosso com a proteção das vítimas e a repressão à criminalidade, atuando incansavelmente para garantir a justiça diante de crimes tão graves como o estupro de vulnerável.

“A instituição reitera seu posicionamento como vanguarda na investigação, destacando a importância do trabalho conjunto e da dedicação de seus profissionais para a efetiva prisão dos suspeitos e resolução dos casos”, disse o delegado.
Fonte: Leiagora

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionadas