Laudo aponta que caminhoneiro matou esposa com tiro no coração em Juína

O laudo de necropsia de Joicemara Baltazar de Moraes, de 27 anos, constatou que a jovem foi morta com um tiro no coração, efetuado com a arma encostada em seu corpo. O atirador, seu marido, que tentou simular inicialmente um latrocínio, confessou que matou a mulher por ciúmes dentro de casa, no município de Juína (745 km de Cuiabá).

O delegado Ronaldo Binotti indiciou o suspeito por homicídio triplamente qualificado, com feminicídio, e posse irregular de arma de fogo.

No início das investigações, o suspeito disse que estava dentro de sua casa quando ouviu um grito, seguido por um disparo de arma de fogo. Ao sair da residência, teria encontrado a mulher caída, já ferida com um tiro, e disse ter visto um homem com capuz fugindo do local do crime.

Porém, durante as diligências, os policiais encontraram falhas na narrativa contada por ele, além de notarem que o suspeito não esboçava nenhum sentimento, como choro ou lamentação, pela morte da esposa, com quem tem uma filha bebê.

Outro ponto que levantou suspeita é que a vítima não foi levada para um local de urgência e emergência e nenhum serviço de atendimento foi solicitado.

Durante o interrogatório na delegacia, o marido acabou confessando que atirou na esposa e jogou sua arma, um revólver calibre .32, em um rio próximo de sua casa.

Segundo informações, antes do crime, o casal estava consumindo bebida alcoólica junto do irmão do suspeito. Após o familiar ir embora, os vizinhos ouviram o casal discutindo fortemente.

Fonte: Hiper Notícias

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionadas