Policial Civil tenta matar cantor em bar por ciúmes de mulher

O policial civil Bruno Caetano Moro, 33, foi preso após dar um soco e atirar na direção de um cantor por ciúmes de uma mulher, na noite de sexta-feira (28), no Bar Cerveja de Garrafa, em Sinop.

De acordo com informações da Polícia Militar, Bruno chegou no estabelecimento acompanhado de duas mulheres. Como se identificou como policial, pode manter a arma de fogo, uma pistola 9mm.

Próximo das 23h30, uma das mulheres que acompanhavam Bruno subiu no palco, onde uma dupla se apresentava ao vivo, abraçou um dos artistas e começou a dançar. Em seguida, Bruno já subiu no palco, deu um soco no músico, sacou a arma e disparou na direção da vítima, que fugiu.

Policiais militares chegaram ao local após serem acionados pela segurança do bar e abordaram Bruno, que inicialmente colaborou, tendo entregado a arma assim que solicitado. O suspeito, de acordo com os PMs, estava em visível estado de embriaguez.

Em seguida, quando os policiais explicaram que teriam que o conduzir a delegacia, Bruno reagiu e agrediu os policiais, sendo necessário uso de força e de um spray de pimenta para controlá-lo.

Uma das mulheres que acompanhavam Bruno também desacatou os policiais e também foi presa. “Jogou uma cadeira em direção aos seguranças do estabelecimento, momento em que a equipe policial deu ordem para a mulher”, consta de trecho do boletim de ocorrências.

Fonte: www.leiagora.com.br

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionadas