Após estupro e morte de idosa em Cuiabá, parlamentares cobram mudanças no código penal

Depois da morte de Horaide Bueno Stringuini, de 84 anos, a deputada estadual Janaina Riva (MDB) cobrou, em suas redes sociais, leis mais duras para criminosos estupradores e feminicidas.

“Estuprada e assassinada aos 84 anos de idade. E ainda dizem que falar em pena de morte é um exagero. Meus sentimentos a família da Dona Horaide. Quantas de nós, terão de morrer pra que algo seja feito? Quantas de nós serão estupradas?”, desabafou.

A deputada, que está em missão na China, acompanhou as notícias da violência contra a idosa e se manifestou nesta Sexta-feira Santa e, mais uma vez, questionou as leis brandas aplicadas neste tipo de crime.

A senadora Margareth Buzetti (PSD) também lamentou e pediu mudanças urgentes no código penal.

“Escancaro aqui mais uma vez minha revolta, porque estamos lutando para evitar crimes hediondos, como esse! Espero que os deputados tenham sensibilidade e aprovem meu Projeto de Lei do pacote anti-feminicídio, que já está na Câmara. É urgente a mudança no código penal brasileiro!”, argumentou.

O Projeto de Lei 6212/2023, apresentado pela senadora, prevê a criação de um “Cadastro Nacional de Pedófilos e Predadores Sexuais”, impedindo que o nome dessas pessoas seja ocultado pelo segredo de justiça.

O crime

O corpo de Horaide foi encontrado no final da manhã de quinta (28), na residência da vítima, no bairro Despraiado, em Cuiabá, com sinais de violência sexual e facadas no tórax.

O assassino é Adriano João Batista de Souza, de 34 anos, funcionário de uma distribuidora de gás vizinha à casa da vítima. Ele confessou o crime e disse que vendeu o celular da idosa por R$ 50 comprar drogas.

As imagens das câmeras de segurança da distribuidora ajudaram a identificar o autor e os policiais da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) realizaram a prisão em flagrante na madrugada desta sexta (29).

Fonte: Leia Agora

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionadas