Assédio moral e sexual no serviço público não podem mais ser tolerados, alertam especialistas

Refletir sobre a forma de produção e organização de trabalho, mudança de cultura nas relações interpessoais no ambiente de trabalho, promover a prevenção e a punição de casos de assédio moral e sexual no serviço público. Essas foram as principais pautas discutidas no Encontro Estadual de Prevenção e Enfrentamento ao Assédio Moral e Sexual no Serviço Público, realizado neste mês pela Controladoria Geral do Estado (CGE) e Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag).

Fonte: www.cenariorural.com.br

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionadas