Delegada confirma prisão de homem suspeito de estuprar criança de 3 anos em Sinop

A delegada de Polícia Civil, Renata Evangelista, confirmou a prisão do homem, de 34 anos, esta madrugada, suspeito de estupro de vulnerável a uma criança de 3 anos, no bairro Vila Toscana. O acusado é marido da babá que cuida do menino. “Na semana passada, o pai desta criança veio até a polícia relatando que o filho chegou em casa reclamando de dores no bumbum e achou estranho aquilo e tentou estimulá-lo para ver o que tinha acontecido. Ele contou que naquela tarde o marido da babá, na casa onde ele estava sendo cuidado há cerca de um mês, teria colocado o órgão genital no bumbum. Tão logo tivemos conhecimento desta situação a gente encaminhou a vítima para realização de escuta especializada, e a psicóloga por meio de atividades lúdicas conseguiu tirar esta informação da criança”, detalhou a delegada.

Renata Evangelista explica também que “o pai agiu de forma correta, tão logo ele teve esta informação ele trouxe a criança para a delegacia de polícia. Não pegou uma câmera, não ficou estimulando esta criança a falar porque a gente precisa de um profissional gabaritado para realizar este trabalho para que ela passe uma informação verídica sobre o que aconteceu, para não implantar uma falsa memória nesta criança, aí a investigação vai por água abaixo”.

A delegada também afirmou que a babá foi ouvida. “O relato (da babá) da criança era totalmente condizente com o que havia ocorrido. Por um breve momento que esta babá saiu de casa, para ir ao mercado, esse abusador realizou esse ato repugnante com essa criança. E tão logo a gente correu atrás de todas as informações para representar pela prisão preventiva do suspeito e hoje pela manhã a gente cumpriu o mandato”, disse.

O suspeito também teria negado, segundo a delegada. “No depoimento ele nega, mas as informações casam de maneira bem coerente, o horário que ele saiu, o momento que ele ficou sozinho com a criança e volto a repetir, uma criança nesta idade, ela não tende a inventar informações de cunho sexual. A babá nega também, mas confirma que saiu, e aí as informações diante deste caso, a palavra da vítima, ela tem especial relevância e, criança nesta idade, não mente. O suspeito teve todo cuidado, dando banho na criança achando que não deixaria vestígios, só que por meio de escuta especializada a gente consegue entender o que realmente aconteceu. Se um adulto de 34 anos, a idade do suspeito tem conjunção carnal com uma criança, ele machuca muito ela, ele deixa vestígios, vai ser realizado o exame de corpo de delito, que vai aferir que realmente houve o estupro”.

O servente de pedreiro foi preso na casa em que ocorreram os fatos e deve ser ouvido novamente pela Polícia Civil. “Eu ainda vou interrogá-lo novamente para saber se ele quer acrescentar mais alguma informação. Ainda falta identificar outra criança, que pode ser uma suposta vítima. Tão logo a gente termine de ouvir esta mãe, de outra vítima que pode existir, a gente vai relatar o inquérito e encaminhar para o Ministério Público, para oferecer a denúncia”, concluiu a delegada.

Fonte: Só Notícias

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionadas