Líder do PSB: “Candidatura da Natasha é viável e está mantida”

O presidente estadual do PSB, deputado Max Russi, afirmou que não abre mão da pré-candidatura da médica Natasha Slhessarenko ao Senado.

A possibilidade dela não ter a candidatura lançada entrou em pauta nesta semana após o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, solicitar que Max abra diálogo com a federação PT, PCdoB e PV, para compor o palanque de oposição em Mato Grosso. Ocorre que lá já está definido o nome de Neri Geller (PP) para a disputa ao Senado.

À imprensa, nesta sexta-feira (22), o parlamentar disse que a candidatura da médica é viável e está mantida.

“Nós estamos tocando esse projeto da Natasha. É um projeto viável, é uma candidatura que está sendo bem aceita, e é a candidatura do PSB”, disse.

Russi esteve no Palácio Paiaguás, durante a manhã, para se reunir com o governador Mauro Mendes (União Brasil). O objetivo foi que Mendes, que vai à reeleição, deixe o palanque aberto ao Senado durante a campanha.

“O que nós queremos é colocar a candidatura do PSB junto ao palanque do governador Mauro Mendes, é isso que queremos”, explicou.

“Quem vai definir o palanque do governador Mauro Mendes são os partidos aliados e o governador”, completou.

Mendes já havia exposto a ideia de deixar o palanque aberto para o senador Wellington Fagundes (PL), para Natasha e Geller. No entanto, não foi bem recebido por Fagundes e ele ainda aguarda decisão final de seu grupo.

Fonte: www.midianews.com.br

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionadas