Mulher foi morta com 44 facadas; ex alegou momento de fúria

O corpo de Rosemar Cebalho Baroncielo Bispo, de 34 anos, morta a facadas pelo ex-marido, apresentava 44 perfurações, segundo a Politec.

Acusado de cometer o crime, seu ex-marido Aloísio Teodoro Bispo Filho, de 37 anos, afirmou, de forma preliminar, ter agido em um momento de fúria.

O feminicídio aconteceu na noite de domingo (15), em Cáceres, após a vítima voltar do trabalho. Rosemar foi surpreendida e morta pelo ex ao abrir o portão de casa e se deparar com ele lá dentro.

Rosemar tinha registrado um boletim de ocorrência no dia 31 de agosto contra Aloísio, por ameaça, e pedido uma medida protetiva.

Os dois estavam separados, segundo o suspeito, há cerca de três meses. Aloísio não aceitava o fim da relação.

Depois de cometer o crime, ele tentou fugir para a Bolívia. E foi preso na comunidade do Tabuleta, Distrito de Glória D’Oeste.

Durante a fuga o pneu da motocicleta em que estava furou e Aloísio parou em uma borracharia para consertá-lo.

A Polícia Militar de Porto Esperidião foi informada de que ele poderia estar no estabelecimento.

Quando os militares chegaram ao local, Aloísio afirmou que estava a caminho de um serviço da cidade vizinha.

Segundo a PM, ao ter a identidade solicitada, ele tentou fugir, mas logo foi capturado.

Assim que recebeu voz de prisão, ele confessou a autoria do crime.

A delegacia da Mulher de Cáceres está a frente da investigação.

Fonte: Mídia News

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionadas