‘Sociedade tem cobrado isso’, diz Russi sobre PL que prevê cota para mulheres em cargos de chefia

Deputado estadual Max Russi (PSB) elogiou o projeto de lei que prevê reserva mínima de 30% para mulheres em cargos de chefia de órgãos em Mato Grosso. Texto teve parecer favorável durante reunião da Comissão de Direitos Humanos, Defesa dos Direitos da Mulher, Cidadania e Amparo à Criança, Adolescente e ao Idoso nesta terça-feira (8).

À imprensa, Russi, que é presidente da comissão, apontou que a busca de um maior espaço para mulheres em lugares de tomada de decisão tem aumentado devido à pressão social. Segundo a proposta, de autoria do deputado estadual Wilson Santos (PSD), as instituições devem ter reserva mínima para mulheres em secretária de Estado, chefia e assessoramento.

“Acho que é um projeto de lei interessante. A gente sente muito isso na política também, porque quando se vai montar uma chapa para disputar as eleições já teve várias chapas cassadas porque lançaram os nomes de laranjas”, disse Russi ao comentar sobre o projeto.

“E a gente precisa tornar essa participação mais efetiva, trazer mais mulheres para a política e também para os cargos de chefia. As mulheres têm capacidade, estão demonstrando isso todos os dias e esse é um projeto de lei com condições de avançar. E, com isso, forçar que se torne efetivo no mínimo 30% o espaço”, acrescentou.

Questionado sobre a recepção da casa diante da aprovação, o deputado afirmou que acredita em uma tramitação “tranquila”. Isso porque, conforme detalhado por Russi, a sociedade, representada pelo Parlamento, tem o entendimento que deve haver a valorização dos espaços para mulheres.

“Acho que a sociedade tem cobrado muito isso, a participação das mulheres. Acho que a sociedade caminha nessa direção de valorização desse espaço, acho que as mulheres caminho para isso. Acho que é algo que vai se tornar mais efetivo com a aprovação do projeto”, afirmou.

Fonte: Gazeta Digital

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionadas