Tribuna Livre proposta pela vereadora Maysa traz alerta sobre a ceratocone

A vereadora Maysa Leão (Republicanos) propôs nesta quinta (09) o debate sobre a condição do ceratocone, doença rara que atinge os olhos. A servidora pública, Jane Patrícia, utilizou a tribuna livre da Câmara de Cuiabá para alertar a população e buscar visibilidade.
“A intenção desta tribuna é tornar conhecido e alertar às pessoas a evitarem ter o ceratocone não genético. A doença, que é rara quando causada pela via hereditária, pode ser causada também pelo hábito de coçar os olhos devido ao cansaço, poeira ou excesso de uso do celular. Para que um dia não seja necessário entrar na fila de transplante”, disse a servidora pública e portadora da doença, Jane Patrícia.
Ceratocone é uma enfermidade não inflamatória que afeta a estrutura da córnea, camada fina e transparente que recobre toda a frente do globo ocular. O defeito do ceratocone impede a projeção de imagens nítidas na retina e pode promover o desenvolvimento de grau elevado de astigmatismo irregular e miopia.
Uma das lutas do setor é a implementação da Classificação Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde (CID) do ceratocone no Serviço Único de Saúde (SUS), para ajudar no diagnóstico e garantir um tratamento gratuito e eficaz aos pacientes.
Para a vereadora Maysa Leão, é importante trazer uma pessoa que vive na pele a doença, pois ela apresenta a realidade que vive. “A Jane tem dois empregos, ela se desdobra, grande parte dos seus rendimentos vão para medicamentos e seu tratamento. A importância da CID é garantir o tratamento gratuito para estes pacientes”, relatou a parlamentar.
Fonte: Câmara Municipal de Cuiabá

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionadas